Entrevista!

Christina Aguilera deu uma entrevista à Billboard e contou algus detalhes sobre o seu recém lançado álbum duplo "Back To Basics".

 img53/4871/3443ffyr9.jpg

Em fevereiro, você chamou a equipe da sua gravadora e disse a eles a sua visão para esse álbum. Qual era essa visão?
Minha visão para esse CD era voltar ao Blues antigo, ao Jazz e à Soul Music, a música que eu amo e que eu estou totalmente inspirada, e combinar isso com uma visão do melhor da época, eu acho, com uma volta no tempo à antiga e glamurosa Hollywood e à sensualidade das pin-ups. Eu achei que 20s, 30s e 40s eram elementos bem interessantes para combinar com o som, o estilo e as sensações, então isso realmente me animou e eu queria que toda a equipe ficasse ao meu lado para essa viagem que eu queria fazer com esse CD.

Como você escolheu os produtores?
Quando eu tive a primeira visão, eu já estava com alguns nomes em mente. Eu reuni umas 30 músicas inspiradas em soul em um CD, músicas que são voltas ao passado do que presentes. Modernas, com um toque de todos os estilos de música que me influenciaram de algum modo. Mandei aos produtores que eu achei que conseguiriam trabalhar com a minha mentalidade, porque eu queria chegar a partes escondidas da música, junto com pessoas que realmente usassem a imaginação para reinventar. Eu não queria fazer covers, ou fazer algo que parecesse reconhecível. Foi aí que entrou o DJ Premier, e depois que eu dei esse CD para Linda, ela realmente ouviu ao que eu queria dizer. Nós fizemos todo o processo, não há bátidas eletronicas ou samples. Nós apenas chegamos lá e recriamos toda essa volta no tempo sonora. Eu estou orgulhosa de músicas como 'I Got Trouble', onde nós usamos microfones antigos e cobertos por tecidos para conseguir esse som abafado.

Nós percebemos que há algum tempo que você está com essa imagem: cabelos platinados, batom vermelho... Você estava se preparando para o estúdio?
Você está certo. Era uma preparação para mim porque eu realmente levo isso a sério. Toda vez que eu entrei para gravar, eu realmente quis entrar na personagem que convém a essas músicas. Eu quis passar o batom vermelho e fazer penteados às vezes, apenas para entrar nesse estilo glamuroso. Eu poderia apenas ter fotos de Louis Armstrong e Coltrane, e todos esses músicos, mas eu queria entrar nisso de corpo e alma, literalmente. O que os atores chamam de métodos para atuar, eu chamo de meus próprios métodos para cantar.

O álbum é muito ambicioso. Você sente que se soltou totalmente?
Eu coloquei todo o meu coração nele. Eu realmente me abri muito e eu aprecio e admiro artistas que são ambiciosos e capazes de arriscar. Acho que o único momento em que nós construimos o caminho para a música do futuro e encorajamos futuros artistas a conquistar seu próprio espaço para se expressar é quando encorajamos eles a pensar além, a serem livres. E pode parecer simples às vezes, mas eu acho que é para o bem da música e para o bem de ser um artista. Ponto final.

Você está preocupada se as pessoas não vão ouvir os dois discos?
Eu acho que é injusto se você pega esse álbum e escuta apenas três ou quatro músicas para julga-lo. Você tem mesmo que escutar o álbum como um todo e dar uma chance a ele antes de concluir qualquer opinião ou que seja. Você tem que ouvir o disco A e você tem que ouvir o disco B. Por isso que eu quis fazer assim, são como irmãos gêmeos. Ambos são a mesma coisa, mas realizados com diferentes estilos.

      fonte:Blitz

publicado por . às 16:04